E-mail na linha de comando com sSMTP

6 10 2010

Esta é uma boa solução para quem não quer passa tempo configurando um servidor de e-mail para ter seu próprio MTA (Mail Transfer Agents). Para resolver nosso problema vamos instalar o sSMTP, que envia e-mail utilizando um SMTP externo.

Instale usando o comando:

aptitude update && aptitude install ssmtp

Em seguida faça backup do arquivo original:

cp -v /etc/ssmtp/smtp.conf /etc/ssmtp/smtp.conf.original

E edite o arquivo “/etc/ssmtp/smtp.conf”, conforme o exemplo abaixo:

root=meu_mail@dominio.com.br # Seu e-mail
mailhub= smtp.dominio.com.br # Seu servidor smtp. Você pode usar ":porta" caso a porta nao seja a padrão 25
RewriteDomain=dominio.com.br # Domínio que será exibido
hostname=dominio.com.br # Seu domínio
AuthUser=meu_email@dominio.com.br # Seu usuário
AuthPass=minha_senha # Sua Senha
UseSTARTTLS=YES

Testando!

# ssmtp para@destino.com.br

digite então:

To: para@destino.com.br
Subject: Assunto da minha mensagem
Conteúdo da mensagem a ser enviada.

Finalize e envie com Crtl + D.

Você pode utilizar também arquivos:

# vim meu-email.txt
To: para@destino.com.br
Subject: Assunto da minha mensagem
Meu texto qualquer, que poderia ser alguma informação do
sistema, podendo combinar um shell script + ssmtp!

E envie o e-mail com o comando abaixo:

# ssmtp para@destino.com.br < meu-email.txt

É isso! =)

Fonte: http://www.remontti.com.br

Anúncios




Montando imagens ISO

17 08 2010

Esta dica que vou passar pode ser muito útil se você tiver algum arquivo em forma de imagem *.ISO, pois este comando vai montar a imagem para você ver o conteúdo do arquivo.

mount -o loop /pastaOrigem/nomeDoArquivo.iso /mnt/PastaDestino

Uso a pasta /mnt e crio uma pasta para a imagem, pois a pasta mnt é a pasta padrão onde ficam montados os hds, cdroms e disquetes, mas fica a seu critério o local para guardar a imagem já montada.

É isso! :]

Fonte: http://www.vivaolinux.com.br





Tirando screenshots via linha de comando

17 08 2010

É possível usar o “import” para tirar screenshots, um utilitário de linha de comando incluído em praticamente todas as distribuições. Exemplo:

import -window root tela.png

O comando acima tira um screenshot da tela toda.

O formato de compressão das imagens é especificado diretamente no nome do arquivo. No exemplo salvei as imagens em .png, mas para salvá-las em .jpg basta alterar a extensão do arquivo gerado, “import imagem.jpg” por exemplo.

A principal vantagem do import é que ele pode ser chamado a partir de scripts. Você pode por exemplo agendar um trabalho no cron para tirar um screenshot a cada minuto por exemplo e assim poder monitorar em que tipo de página seu filho/filha/namorada(o)/funcionário(a)/chefe anda navegando.

Para mais informações digite no terminal:

man import

É isso!  :]

Fonte: http://www.guiadohardware.net





Como alterar o layout de teclado no linux

13 08 2010

Se você esta utilizando um teclado com padrão diferente do que foi instalado o seu servidor Linux, e este servidor não tem o X instalado, então é necessário alterar o padrão de layout do teclado diretamente via console. Veja:

RedHat: # redhat-config-keyboard
Centos: # system-config-keyboard
Debian: # dpkg-reconfigure console-data
Ubuntu: # sudo dpkg-reconfigure console-setup
SuSe: # Yast2

Pode ser necessário alterar também o idioma padrão do seu servidor:

RedHat: # redhat-config-language
Centos: # system-config-language
Debian: # dpkg-reconfigure locales
Ubuntu: # sudo “set-language-env-E
SuSe: # Yast2

fonte: jf.eti.br





Abra uma consola “Aqui”.

15 06 2010

Quantas vezes sentimos a necessidade de abrir um terminal dentro de uma determinada pasta? Bastantes vezes não é?

Para um utilizador comum, recém-chegado ao mundo Linux ou mesmo alguém mais preguiçoso ou simplesmente prático, não seria mais confortável ter uma pequena entrada no menu de contexto (menu right-click) que permitisse abrir uma terminal na pasta atual?

O plugin maravilha que permite a ação anteriormente descrita está disponível para o Nautilus, o gestor de ficheiros do Gnome. Portanto, se utiliza o Gnome, seja qual for a sua distribuição de Linux, pode instalar o nautilus-open-terminal, que deverá estar presente no seu gestor de pacotes.

Para instalar basta digitar:

sudo apt-get install nautilus-open-terminal

Ou então procurar o pacote nautilus-open-terminal no Synaptic (menu Sistema > Administração > Gestor de Pacotes Synaptic).

NOTA: É natural que após a instalação do plugin não veja imediatamente a opção no menu de contexto, precisa então reiniciar o Nautilus. Para isso pode reiniciar o sistema ou fazem um simples logout e depois login. Ou pode ainda, mais rapidamente, carregar em ALT+F2, escrever na janela que aparece: killall nautilus. De seguida, faça a mesma combinação de teclas ALT+F2 e digite nautilus.

fonte: http://www.pplware.com

É isso! =]